Rodger Rogério comemora 75 anos lançando novo EP em show no Cineteatro São Luiz domingo, 20 de janei

CONFIRME PRESENÇA: https://www.facebook.com/events/2744880989070660/

Show terá entre os convidados Kátia Freitas, Cristiano Pinho e Rogério Franco, além de outros grandes nomes da música cearense. Novo EP tem três canções inéditas de Rodger e parceiros, além de uma música de Rogério Franco interpretada por Rodger O grande cantor e compositor da geração que se tornaria conhecida em todo o Brasil como "Pessoal do Ceará" chega em janeiro de 2019 aos 75 anos. Rodger Rogério comemora a data em grande estilo, com o lançamento de um novo EP com canções inéditas e com um show no Cineteatro São Luiz, belíssimo e referencial palco da cena de Fortaleza, no domingo, 20 de janeiro, às 18h. A apresentação tem apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do Instituto Dragão do Mar, do Cantinho do Frango e do projeto Jazz em Cena. No show, Rodger Rogério, ao lado de grandes instrumentistas, recebe convidados muito especiais, como a cantora Kátia Freitas, o guitarrista Cristiano Pinho e o compositor e violonista Rogério Franco, irmão de Rodger. E convida o público para apreciar as músicas inéditas, celebrando o lançamento do EP, com três faixas em parceria com Dalwton Moura, sendo uma também com Rogério Franco. Além de clássicos da canção cearense e brasileira, como "Chão sagrado" (parceria com Belchior), "Falando da vida" (parceria com Dedé Evangelista), "Ponta do lápis" (com Clôdo Ferreira), "Retrato Marrom" (com Fausto Nilo) e "Barco de Cristal" (com Fausto e Clôdo). Músicas imortalizadas nas interpretações de Rodger e de outros grandes nomes da música brasileira, como Téti, Fagner e Ney Matogrosso. O show destaca tanto o apuro harmônico das canções de Rodger (cujos acordes dissonantes, herança recebida da influência da bossa nova, chamaram atenção desde a Fortaleza nos anos 60) quanto a beleza de suas melodias e a força poética, imagética e dramática das letras de parceiros como Belchior, Fausto Nilo, Dedé Evangelista, Clôdo, Capinan e Antônio José Forte, entre outros. Entre essas músicas, canções que foram registradas nos discos "Meu Corpo, Minha Embalagem, Todo Gasto na Viagem" (o famoso LP de 1973, dividido com Téti e Ednardo, álbum que tinha na capa fotos de rendas de bilro e que se tornaria conhecido como "Pessoal do Ceará"), e "Chão Sagrado, de 1975, dividido com Téti e tendo como faixa-título a parceria entre Rodger e Belchior. Paixão por cantar Há também canções de outros momentos da carreira de Rodger Rogério, como as que estão presentes no disco ao vivo que o cantor e compositor gravou na Feira da Música em 2003, além das músicas inéditas, do novo EP. E influências da variedade de atividades desenvolvidas por Rodger, físico, professor universitário aposentado, ator de cinema e teatro premiado em festivais, compositor e arranjador, pai de seis filhos e filhas, avô de quatro netos e netas, futuro bisavô e, cada vez mais, um amante do canto, da magia da interpretação, diferenciada e personalíssima. "Estou cada vez mais apaixonado por cantar. Cada vez mais. Demorei a realmente me perceber como intérprete, mas, depois que isso aconteceu, foi como uma grande paixão. Me sinto começando, sempre. Sempre com o desafio de fazer melhor, interpretar melhor. Além de compor e atuar, cantar é o que mais gosto de fazer. Quero cantar muito, muito. Sempre cantar", destaca Rodger. "Velho menino" Juntamente com o show, as comemorações pelos 75 anos de Rodger Rogério, celebrados em 28 de janeiro de 2019, incluem o lançamento de um novo EP, com três canções inéditas feitas por Rodger em parceria com os compositores Dalwton Moura e Rogério Franco, irmão do grande intérprete. Além da presença de "Uma canção a mais" (Rogério Franco/Dalwton Moura), música que Rodger canta no disco e no show "Futuro e Memória - Grandes Nomes da Música do Ceará". A capa e o projeto gráfico do EP são assinados pelo designer e músico Caio Castelo, que costuma tocar em seus shows a música "Quando você me pergunta", de Rodger e Antônio José Forte. A produção musical do EP é de Anfrísio Rocha, do Estúdio Som do Mar, com arranjos tecidos coletivamente por Rodger Rogério, Dalwton Moura, Rogério Franco, Hermano Faltz e Nélio Costa e participações de músicos como Robson Gomes (piano e acordeom) e Rômulo Santiago (trombone), além do próprio Anfrísio Rocha (violões, contrabaixo, guitarra, piano). SERVIÇO: "Rodger Rogério 75 Anos"- Show no Cineteatro São Luiz (Praça do Ferreira, Centro) domingo, 20 de janeiro, às 18h. Ingressos disponíveis em breve: 20, inteira e 10, meia, na bilheteria do Cineteatro São Luiz ou pelo site www.tudus.com.br.